Minhas Estrelas

domingo, 19 de outubro de 2008

Pinocchio no Vivo Rio




No dia 05/10 fomos os 4 assistir ao musical Pinocchio no Vivo Rio, uma superprodução que encantou toda a família.
Até pouquíssimo tempo atrás não tínhamos a oportunidade de desfrutar desses espetáculos aqui no Rio. O público infantil em especial estava muito carente. Os musicais eram apresentados apenas em São Paulo que continua recebendo a grande maioria deles. Ainda são poucos os shows desse porte que vêem para o Rio.
O cenário melhorou com a abertura do Vivo Rio, a reabertura do Casa Grande e a reforma do Maracnãzinho.
No Oi Casa Grande assistimos a Noviça Rebelde, nada mais, nada menos do que espetacular. O musical é belíssimo e o teatro em si é excelente.
O Maracanãzinho voltou a receber o Holyday On Nice e Disney On Ice e está super organizado.
No Vivo Rio tivemos a oportunidade de ver Charity, O Mágico de OZ e Pinocchio. Os 3 musicais foram de altíssima qualidade. Já o Vivo Rio deixa a desejar em muitos aspectos. Primeiro que não é um teatro e sim uma casa de Show e aí tem os garçons servindo durante o espetáculo e atrapalhando quem está assistindo. E quando o garçons chegam com aquela lanterninha irritante para cobrar a conta antes do término ? A visbililidade também não é lá essas coisas. Toda a parte VIP está no mesmo nível, então dependendo de quem está na frente não se vê absolutamente nada. Os lugares mais para as laterais também são horríveis. E o esquema de estacionamento ? Na saída fica uma aglomeração de pessoas esperando os seus carros, os manobristas buscando-os aleatoriamente e gritando um número. Uma loucura ! Melhor mesmo ir de táxi.
De qualquer forma, como é uma das pouquíssimas casa que recebe os grande musicais, é melhor curtir assim mesmo e torcer para que novas casas e teatros sejam preparados.

domingo, 5 de outubro de 2008

Praça Radial Sul



Sempre senti falta, aqui em Botafogo, de uma área de lazer ao ar livre com brinquedos para as crianças.
Sempre que passava pela rua Eduardo Guinle e via aquela praça super bonita tão abandonada pensava : nossa, as pessoas que moram aqui perto não aproveitam isso.
Graças a iniciativa de um grupo de moradores do local, a praça que era super suja e frenquentada por figuras esquisitérrimas está repaginada. A área das crianças está cercada, limpa com os brinquedos pintados, mesinhas agardáveis, bancos. O jardim florido, plantado, cuidado. Na área dos cachorrinhos ainda encontramos alguns cocôzinhos. Bom, para educar as pessoas é preciso de tempo.
Nesse final de semana estivemos lá e brincamos muito. As meninas que AMAM bichos, adoraram brincar com os cachorros que lá estavam. Todos educados, carinhosos e brincalhões.
É ótimo ter uma opção de lazer de graça e ao ar livre perto de casa. E lá é lazer grátis mesmo! Não tem nada para se gastar dindin. Vale a pena aproveitar esse espaço.

Blog de uma amiga que ajudou nessa melhoria da praça :






sábado, 4 de outubro de 2008

Dia das Crianças no trabalho da mãe


Esse foi o convite com fotos da festa de 2007. Olha a Sofia com 2 aninhos.





Acima o visual da ala Baby





Vista da ala dos maiores com o Cristo Redentor e Pedra da Gávea.







Conhecer o local de trabalho da mãe é um grande barato para as crianças.
Ter uma Festa de Dias das Crianças no trabalho da mãe é algo indescritível tanto para mim quanto para minhas filhas.
Ontem, 03/10/2008 foi realizado mais um Dia das Crianças no meu trabalho e as crianças se divertiram a valer. Tudo começa com a expectativa por esse dia. Foi só eu mostrar o convite da festa que a partir daí todos as manhãs me perguntavam : é hoje ? E a alegria de se ver no convite ?
Até que enfim chega esse dia ! Foi uma tarde de muita diversão. Super bem organizada, com brincadeira para os maiores e espaço reservado para os menores. Com pula-pula, touro mecânico, cantinho de transformação, piscina de bolas, brinquedos variados, telão com filmes, recreação e teatrinho de fantoches politicamente correto (historinha sem vilão para nenhuma criança ficar assustada) e lanchinho gostosinho.
É sempre muito gratificante ver as minhas filhas felizes. Foi muito bom ver as minhas filhas se divertindo no meu local de trabalho, se integrando com os filhos dos meus amigos, conhecer os filhos das pessoas que trabalham comigo.
Bem não deu para eu ficar lá a tarde toda curtindo a festa mas as meninas aproveitaram até o finalzinho. Não queriam ir embora de jeito nenhum. Depois de quase expulsas da festa ainda foram na minha mesa curtir um pouquinho, tomar um chocolate que sai da máquina (como elas acham isso o máximo !!!), andar pelos corredores, etc... Depois de muita brincadeira e diversão consegui levá-las para casa felizes e exaustas.

Muitas fotos no link : http://www.flickr.com/gp/13721753@N03/426ND1

Mais vídeos no youtube :

http://br.youtube.com/watch?v=rFO61ZlhysM

http://br.youtube.com/watch?v=lE03nXhcHU4


video

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Mãe de duas filhas

Ser mãe de duas filhas é ótimo, maravilhoso.
Duas personalidades (e que personalidades !) bem distintas e que se completam.
É um grande exercício de entender as diferenças, respeitá-las e não fazer comparações. Ainda mais, de ensiná-las e enxergar a riqueza dessas diferenças e não se compararem uma com a outra.
É um trabalhão delicioso.
Essas questões se ressaltam mais ainda com a diferença de idades que é de 6 anos e 5 meses. Ou seja, até hoje, uma está com 9 anos e a outra com 3 anos, os interesses são completamente distintos. Algumas mães me dizem que a partir de um determinado momento os interesses vão ser os mesmos e eu estou esperando ansiosamente por essa hora.
Fico muito atenta para não ficarmos com duas famílias de dois (e isso acontece com mais frequência do que eu gostaria). Sofia quer ir ao teatro e a Ana Luiza quer ir ao cinema. Quando a Sofia quer ir ao cinema, o filme já não interessa mais a Ana Luiza. Muitas vezes o pai vai ao cinema com a Ana Luiza e eu vou para o teatro com a Sofia. Outro dia as duas queriam ir ao teatro, pensei : 'até que em fim o mesmo interesse'. Que nada ! A Ana Luiza queria ver Escola de Musical e a Sofia queria o teatro do cachorrinho. Como uma peça era às 15:00 e a outra às 17:00 e no mesmo shopping, fui ao teatro com a Ana Luiza enquanto Sofia ficou no parquinho com a babá e depois fomos as 3 na peça do cachorrinho. Overdose de teatro infantil !!! Uma loucura.
Claro que nem sempre consigo satisfazer a vontade das duas e nem devo. Então coloco as duas para negociarem e entrarem em um acordo. Como a Ana Luiza pode fazer todos os programas escolhidos pela Sofia, uso esse argumento mostrando que ela pode estar sempre com a gente não precisando fazer a divisão da família nesses momentos. Já a Sofia não pode ir a todos os lugares que a Ana Luiza tem vontade e nesses momento realmente precisamos nos separar em grupinhos de dois.
Passeio no Jardim Botânico, que eu amo, é uma oportunidade ótima de estarmos os 4 juntos. Viagens também nos proporcionam momentos indescritíveis. E assim vou mostrando que mais uma pessoa na família vem para somar e não para dividir.